logo-site

comercial@andrettas.com.br

História do Café

COMO TUDO COMEÇOU

As receitas de café cremoso começaram a ganhar popularidade quando o uso da pressão na extração da bebida ganhou força pelo mundo. Dessa maneira, as bebidas à base de café foram revolucionadas pela crema — a principal responsável pela cremosidade. 

Além disso, o mercado de cafés continua evoluindo e criando utensílios e equipamentos para aprimorar as técnicas e preparos da bebida. 

Por isso, itens como mini mixer’s, cremeiras e máquinas de vapor são ferramentas de ouro para criar receitas inovadoras de café cremoso! 

Em restaurantes e cafeterias também é possível encontrar receitas que contam com outros ingredientes capazes de garantir ainda mais cremosidade ao café.

Como é o caso do clássico chantili, ou até mesmo sorvetes, leites vaporizados, leite em pó, etc. No entanto, é importante ressaltar a valorização da gastronomia como fator responsável por aumentar a demanda por esse tipo de receita.

A ORIGEM 

Mesmo sem registros oficiais de sua origem, o Café é uma planta nativa das regiões altas da Etiópia (Cafa e Enária). Alguns registros afirmam que o consumo de café começou por volta de 575 d.C., mesma época das lendas sobre a origem do café, que nessa época os etíopes usavam de diversas maneiras: a polpa era consumida nas refeições, macerada ou misturada em banha, além de fazer suco com os frutos, que fermentado se transformava em bebida alcoólica, e já as suas folhas eram mastigadas ou utilizadas no preparo de chá.

Em uma das possibilidades sobre a origem do nome, a região de Cafa ganha boa vantagem pela similaridade. Segundo uma das lendas um pastor etíope, chamado Kaldi, foi quem percebeu que algumas de suas cabras mudaram seu comportamento, mais animadas e com energia, após fazer uso de folhas da planta de café.

Contam que quando Kaldi levou as sementes a um Monge, demonstrou curiosidade e decidiu preparar uma infusão com as plantas e frutos. Assim que consumiu o preparo, ele comprovou que as plantas causavam uma certa agitação. Alguns dizem que o Monge, inicialmente considerou essa fruta de “trabalho do diabo”, mas alguns contam que ele considerou positiva e passou a consumir o preparo dos frutos avermelhados nas noites de reza.

Na Arábia

Da Etiópia foi levado para a Arábia, que tentaram manter o privilégio da sua origem, pois foram os primeiros a realmente cultivar o café, assumindo grande importância social devido ao seu uso na medicina da época para a cura de diversos males.

Em outra possibilidade da criação da palavra Café, aponta para a origem na Arábia, por lá a planta era conhecida como Kaweh e a bebida foi denominada como Kahwah ou Cahue, que significa Força.  Conhecida também como, vinho da Arábia, o café ganhou escala comercial no séc. XIV, na região de Moka, principal porto do Iêmen,  que foi responsável por um dos maiores cultivos do produto no mundo árabe. E o seu porto, o maior exportador! 

 Na Europa 

Da Arábia o café foi levado primeiramente para o Egito no século XVI e logo depois para Turquia. Na Europa, no século XVII, foi introduzido na Itália e na Inglaterra. O café era consumido por diversas classes sociais, inclusive por intelectuais. Logo depois passou a ser consumido em vários outros países europeus, chegando à França, Alemanha, Suíça, Dinamarca e Holanda.

 Nas Américas 

Seguindo sua marcha de expansão, os holandeses, franceses e portugueses, disseminaram para o restante do mundo, transformando suas colônias nas Índias Orientais em grandes plantações de café, que chegou nas Américas e nos Estados Unidos, atualmente o maior consumidor e importador mundial de café.

No Brasil

Na Guiana Holandesa (hoje Suriname), foram introduzidas mudas do Jardim Botânico de Amsterdã, através do Governador de Caiena.

A partir desse plantio o Sargento Francisco de Mello Palheta transportou para o Brasil, para a cidade de Belém (Pará) em 1727. Em Belém, a cultura não foi muito difundida, sendo levada nos anos seguintes para o Maranhão e chegando à Bahia em 1770. No ano de 1774 o desembargador João Alberto Castelo Branco trouxe do Maranhão para o Rio de Janeiro algumas sementes que foram semeadas na chácara do Convento dos Frades Barbadinos, que a partir de então, espalhou-se pela Serra do Mar, atingindo o Vale do Paraíba por volta de 1820, posteriormente Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná.

Copyrith 2020 – Andretta´s Creamy Coffee
Todos os direitos reservados.

cafe-cremoso

Desenvolvido por:
Bohb Angelo e Espressione Publicidade

Home          Produtos          História do Café          Onde Encontrar          Cadastro          Contato